O Câncer de Mama.

Doença caracterizada pelo crescimento descontrolado de células da mama. Esse crescimento se dá a partir de certas alterações em sua programação, isto é, mutações em seu conteúdo genético.

Na enorme maioria dos casos, são células que revestem os lóbulos e dutos das glândulas que dão origem aos tumores, chamados então de carcinomas. Mais raramente, outras células podem se transformar, dando origem a outros tipos de câncer, como os sarcomas.

É o tipo de câncer
mais comum em mulheres.

Responde por 25% de todos os casos de câncer nesse grupo. Apenas muito raramente acomete homens.

1 em cada 8 mulheres deve desenvolver a doença ao longo da vida

É uma das doenças mais estudadas do mundo e, ao longo das últimas décadas, foram alcançados avanços incríveis em seu entendimento, que resultaram em terapias cada vez mais específicas, com ganhos expressivos para as pacientes.

Hoje entende-se que não se trata de uma única doença. Os diferentes tipos de câncer de mama podem ser reconhecidos pela análise do tumor ao microscópio, pelo estudo de seu material genético e pelo comportamento clínico, especialmente sua resposta ao tratamento.

Para todos os subtipos de câncer de mama, vale uma regra básica: os melhores resultados no tratamento, especialmente a cura, são obtidos nos casos diagnosticados mais precocemente.

Menu